RESÍDUOS ORGÂNICOS

Tecnologias de sensores para a remoção de impurezas de materiais de resíduos biológicos e composto

Tecnologia UniSort Black para a detecção de todos os plásticos (especialmente plásticos de cor escura) e material de resíduos biológicos e produtos decompostos

De acordo com os critérios de qualidade RAL para compostos frescos e acabados (RAL-G2-251), é permitida atualmente uma superfície de impurezas com o máximo de 25 cm²/l de substância fresca. Este valor será reduzido em breve para 15 cm². Além disso, a norma alemã relativa a fertilizantes também limita a proporção de impurezas. Se uma operação não consegue cumprir os critérios e as normas de qualidade do composto porque os biorresíduos entregues estão muito contaminados e, consequentemente, a empresa processadora não alcança a pureza necessária, todo o ciclo do material ficará comprometido. Com o biorresíduo coletado, cada vez mais impurezas (resíduos incorretos entram nos sistemas de compostagem e fermentação e passam para os processos seguintes. Por fim, as impurezas permanecem nos produtos dos sistemas após os processos e causam perda de qualidade na compostagem acabadas e no material estrutural. O descarte dos materiais, especialmente o descarte dos materiais estruturais no aproveitamento térmico, geram custos consideráveis.

O descarte e os custos de descarte de resíduos de plantas de tratamento biológico (plantas de compostagem) desempenham um papel essencial do ponto de vista econômico. A qualidade dos produtos dessas plantas também está cada vez mais no foco de demandas crescentes. Sistemas de triagem por sensores como o UniSort Black da STEINERT têm agora e no futuro crucial importância para o processamento e tratamento de tais resíduos.

Graças ao seu design inteligente, nossas máquinas detectam impurezas claras e pretas como grupo de coleta e as separa com precisão. Na prática, foram mais eficazes as granulometrias de 10 a 30 mm e de 30 a 70 mm, as quais contêm quantidades significativas de material estranho, como plásticos, pedras, vidro e metais.

Como efeito colateral, frações como aparas de madeira ou cascas também podem ser limpas em operação intermitente e livres de impurezas.

Além de nossos sistemas por sensores, que separam de forma padrão os plásticos visíveis pretos e escuros (p.ex., PE, PP, PS), também oferecemos nossos sistemas de classificação por raios X STEINERT XSS T. Com eles, é possível fazer o reconhecimento e a separação principalmente de minerais, cerâmica, vidro e outros metais dos produtos. Aqui, utilizamos a diferença na densidade do material para separar as impurezas de alta e de baixa densidade e, portanto, o material orgânico menos denso.

  • Todos os componentes principais de tecnologia de classificação magnética e por sensores oferecidas por um único fornecedor
  • Larguras de separação de 0,5 m a 2,8 m
  • Recuperação de metais ferrosos e não ferrosos através das sofisticadas tecnologias, a magnética e a corrente de Foucault
  • Tecnologia por sensores (HSI) UniSort para remoção precisa de impurezas
  • Soluções especiais para a detecção de materiais e plásticos escuros

CONTATO



SERVIÇOS

DOWNLOADS

Videos

Áreas de aplicação

Tratamento de biorresíduos de até 350 mm
Tratamento do excedente de peneiramento de composto de 10 a 70 mm
Tratamento do excedente de peneiramento de composto de 70 a 250 mm

Tecnologia NIR, de corrente de Foucault e magnética encontradas em um único fornecedor:

STEINERT BR

Extrair materiais ferromagnéticos

Ir para o produto

STEINERT UME

Detectar peças de ferro de modo confiável mesmo em camadas de grandes alturas

Ir para o produto

STEINERT EddyC®

Para separação de metais não ferrosos

Ir para o produto

UniSort PR

Para classificação via a tecnologia de NIR - detecção da composição química (p. ex. em plásticos)

Ir para o produto

UniSort Black

Para classificação via a tecnologia de NIR - detecta objetos pretos e escuros

Ir para o produto

Case