News 05/27/2022

Stemin aposta novamente no STEINERT XSS T EVO 5.0

A especialista em reciclagem de alumínio Stemin S.p.A., com sede no norte da Itália, faz o processamento de sucata metálica e a transforma em alumínio de alta qualidade. Olivo Foglieni, director general del holding FECS, del que forma parte Stemin, opta de nuevo por la tecnología de separación de STEINERT. A separação por densidade seca usando transmissão de raios X (XRT) para a produção de alumínio garante a mais alta pureza e é tão confiável e robusta que as paradas do processo deixam de ser um problema.

Olivo Foglieni é um empresário do setor. Sob sua administração, a Stemin produz anualmente até 70.000 toneladas de alumínio secundário, que atende aos mais altos padrões de qualidade. Após a classificação, o alumínio está pronto para o forno – e vai para a fundição de alumínio da própria empresa para processamento posterior.

Foglieni comenta sobre isso em entrevista com a Steinert: " Tenho certeza de que não tenho que explicar quão importante é para nós a confiabilidade absoluta da unidade de raios X e a qualidade da triagem ". Ambos são essenciais para o funcionamento perfeito entre a classificação e o uso posterior do produto de alumínio. As falhas são uma ameaça para toda a cadeia de suprimento. Com a Steinert, temos tudo sob controle – a nossa experiência de vários anos mostra isso."

STEINERT XSS T EVO 5.0 vem com garantia de 4 anos desde 2020

A Stemin processa principalmente perfis e chapas de alumínio, bem como peças de motores de alumínio, como carcaças de virabrequins. " Cada tipo de sucata com a qual trabalhamos tem suas próprias exigências e é importante para nós separar por material de entrada, magnésio ou metais pesados como o cobre. Este é um desafio que assumimos – sempre com o objetivo de aumentar o valor do metal ", diz Foglieni. A Stemin aposta na confiabilidade e segurança operacional dos sistemas de classificação da STEINERT há anos. A nossa empresa foi uma das primeiras a usar a "Geração EVO 5.0" e se beneficiar de suas vantagens competitivas.

A fonte de raios X e os sensores de raios XRT são essenciais para o funcionamento eficiente do equipamento, e a geração EVO oferece à Stemin ainda mais longevidade. A Steinert já oferece a seus clientes desde o início de 2020 uma garantia de 20.000 horas de operação nas fontes de raios X de alta qualidade, documentando assim a robustez dos componentes selecionados da geração EVO.

O monitoramento automático de raios X (AXM) e a calibração dos sensores por raios X ajudam a atingir uma precisão de detecção consistentemente alta. O resultado é uma detecção e qualidade de classificação igualmente altas ao longo de toda a vida útil dos componentes de raios X. Uma tarefa desafiadora na Stemin é a remoção do magnésio na escória de alumínio a ser processada. Esse trabalho é feito pela Multilayer Data Evaluation (MDE). A MDE permite a detecção e limitação de objetos compostos e permite o reconhecimento de objetos de alta resolução e classificações paralelas de diferentes tarefas de reconhecimento ao mesmo tempo.

Olivo Foglieni fez a comparação direta, por isso, nos últimos anos ele trocou um total de quatro máquinas da concorrência pela tecnologia de classificação por raios X da Steinert. "A maior diferença em relação a outras empresas é a confiabilidade das máquinas. Escolhemos a Steinert devido à sua continuidade de pesquisa e desenvolvimento na área da reciclagem de metais, ao aumento da qualidade da classificação e porque os sistemas de classificação mais eficientes nos ajudam a produzir na qualidade necessária. Esta decisão provou ser a decisão certa", acrescenta o líder da empresa.

Cooperação e bom atendimento ao cliente

Além das qualidades técnicas do STEINERT XSS T EVO 5.0, Foglieni está bastante impressionado com o contato estreito entre sua empresa e o serviço de atendimento ao cliente da STEINERT. "Uma tecnologia de confiança e o suporte próximo são essenciais. Estamos muito satisfeitos com o suporte ao cliente e com a equipe italiana que resolve nossos problemas em tempo real.”

Classificação com transmissão de raios X - STEINERT XSS T EVO 5.0

Em um método de classificação por transmissão, as diferenças relacionadas à absorção de raios X de cada material são detectadas, avaliadas e usadas para classificação em classes de densidade. O grau de absorção dos raios X depende sempre da densidade do material de um objeto. Quanto maior for a massa, maior será a radiação absorvida. A detecção continua então com a separação do metal determinado de outros no fluxo de material.