RECICLAGEM DE ALUMÍNIO

Recuperação eficaz e melhoria da qualidade das escórias de alumínio

Classificação econômica das diversas frações de alumínio provenientes dos processos de reciclagem para o uso na fabricação de alumínio secundário

O alumínio pode ser 100 % reciclado. O alumínio secundário de material reciclado, também conhecido como alumínio verde, reduz em até 90 % de energia na produção em comparação com o material virgem. Se o alumínio recuperado (alumínio reciclado) for usado para a fabricação de novos produtos, os fabricantes de alumínio exigem um nível consistentemente alto de pureza na matéria-prima secundária. Este é um desafio que muitas vezes pode ser resolvido com a classificação. A demanda por alumínio para uso como material leve e de alto desempenho está aumentando constantemente. O alumínio está substituindo cada vez mais os materiais clássicos, como p. ex. o aço, para economizar peso e, consequentemente, energia especialmente na indústria automotiva. Isso torna cada vez mais interessante a recuperação do metal como um processo de valor agregado.

  • Pureza de produtos classificados, alta seletividade e detecção
  • Metais ferrosos e não ferrosos, separação por meio da tecnologia magnética e da tecnologia de corrente de Foucault
  • Detecção de ligas, detecção de elementos pesados e leves com tecnologia de raios X
  • Ampliada separação de ligas, diferenciação dentro de ligas fundidas e forjadas através da tecnologia laser (LIBS)
  • Todas as tecnologias de separação por sensores e por ímãs encontradas num único fornecedor
  • Longa vida útil de todos os componentes das máquinas de separação

Nem todo alumínio é igual
A sucata de alumínio tem uma ampla variedade de composições e frações de materiais. Isso devido a uma ampla variedade de produtos e componentes integrados. Como os componentes da liga, silício, manganês, cobre, zinco e magnésio aumentam a resistência do alumínio e determinam os usos primário e secundário de placas, hastes e tubos, etc. A composição da liga também determina a chamada fundibilidade, o que é uma vantagem em componentes complexos, como dínamos. A melhor fundibilidade é fornecida pelas ligas Al-Si (classe 4000). Dependendo do caso, elas contêm magnésio e cobre para aumentar a resistência.
Perfis, latas, chapas etc. de alumínio forjado geralmente contêm poucos componentes de liga e podem ser usados em quase todos os processos secundários. A recuperação mecânica de alumínio forjado está principalmente relacionada com a separação de componentes de metais pesados e resíduos que são liberados pela trituração feita por moinho de martelos ou por trituradores rotativos.

Separação de ferro
Frequentemente, os ímãs separam primeiro os componentes de ferro do fluxo de material. Para isso são usados os ímãs STEINERT BR e extratores de sucata STEINERT UME.

Classificação mecânica a seco usando XRT (transmissão de raios X)
Para frações de perfis, latas e louças, geralmente não compensa, por motivos econômicos, a separação mecânica úmida de metais pesados livres e altas frações de alumínio de liga (peças fundidas). Nesse caso, a classificação mecânica a seco de densidade atômica com o nosso sistema de classificação por raios X STEINERT XSS T EVO 5.0 oferece uma alternativa segura ou um complemento à separação por afundamento / flutuação para classificação de alumínio de liga superior e metais pesados livres, permitindo assim os níveis de pureza do alumínio de> 99,5% a ser obtido.

Recuperar metais não ferrosos e alumínio
No caso de sucata de alumínio da trituradora automática, geralmente encontra-se um material de liga superior contendo 4 a 12% de silício, bem como cobre e zinco. Quanto maior o teor de Si, menos dúctil é o componente que, por isso, se divide em várias partes menores devido à fragmentação (trituração).Utilizamos essa característica em nossa solução e classificamos o fluxo de produtos não ferrosos do triturador em tamanhos de grão, por exemplo, 10 - 30 mm, 30 - 70 mm e 70 - 150 mm usando um separador de metais não ferrosos (STEINERT EddyC®) na “fração ZORBA”.

Reciclagem de alumínio e classificação de metais pesados
A mistura de metais leves e pesados (separados por tamanho de grão) é agora separada usando a tecnologia de raios-X (STEINERT XSS® T EVO 5.0) em alumínio e a fração mista de cobre, latão, zinco, etc. Isso atinge um rendimento máximo e pureza de alumínio e o material podem ser comercializado em uma qualidade definida, por exemplo Al 224, p. ex., ou com granulometrias maiores como partes de alumínio (principalmente chapas limpas) e frações premium. Num contexto de condições de exportação cada vez mais difíceis e crescente demanda por qualidades que podem substituir e complementar o material virgem sempre que possível, é importante gerar purezas consistentemente altas em todos os produtos.

Ligas separadas com tecnologia LIBS
Alumínio de alta qualidade e plantas de tratamento com poucos componentes de liga, resíduos de soldagem ou partes de elementos leves como o magnésio podem ser transformados em produtos puros usando a tecnologia LIBS (laser induced breakdown spectroscopy). Nosso STEINERT LSS | LIBS classifica os objetos de acordo com sua composição química com um alto grau de seletividade por meio da separação de materiais e descarte do produto em uma unidade de sistema industrial. Esta solução dá aos fundidores secundários a oportunidade de usar mais material secundário e classificar o fundido com base nas ligas. A necessidade de classificar dentro das classes de ligas, por ex. entre as 5.000 e 6.000 classes de ligas forjadas comumente usadas na engenharia automotiva, impõe demandas particularmente rigorosas sobre a profundidade da análise de detecção. Aqui, a principal diferença está no teor de magnésio e silício nas ligas, que determinam as propriedades do material relevantes para os componentes. Atualmente, a determinação quantitativa necessária para esses componentes de liga pode ser realizada com o método LIBS e já está sendo usado na indústria. Em princípio, isso também pode ser usado para determinar quantitativamente todos os componentes de liga de importância para os grupos de liga de alumínio 1000 a 7000.

Uma característica particular é a detecção e a separação de chapas de alumínio pintadas antes da fundição, com a finalidade de separar as frações de dióxido de titânio ou mesmo chumbo e cádmio da pintura e dos revestimentos. Nosso STEINERT KSS | NR CL analisa a superfície do material por meio de detecção por cores, laser ou infravermelho. As peças correspondentes são separadas e ficam disponíveis para tratamento separadamente.

encontre seu parceiro de contato



SERVIÇOS

DOWNLOADS

Videos

Áreas de aplicação

Zorba proveniente do shredder de grande dimensão
Perfis de alumínio
Alumínio de utensílios domésticos
Separação de ligas de alumínio "twitch"
Separação de ligas de alumínio Sucatas novas | Resíduos de prensagem
Latas de alumínio provenientes de resíduos

A solução perfeita para sua demanda

STEINERT BR

Extrair materiais ferromagnéticos

Ir para o produto

STEINERT UME

Detectar peças de ferro de modo confiável mesmo em camadas de grandes alturas

Ir para o produto

STEINERT MTP

Para separação de ferro de materiais a granel médios e finos

Ir para o produto

STEINERT EddyC®

Para separação de metais não ferrosos

Ir para o produto

STEINERT XSS® T EVO 5.0

Para classificação por classes de densidade

Ir para o produto

STEINERT KSS | XT CLI

Para classificação via detecção de cores, 3D, metais e densidade

Ir para o produto

STEINERT LSS | LIBS

Para classificação via detecção por 3D e detecção por LIBS

Ir para o produto

Case