Novo: Livro digital da Steinert sobre a classificação de metais não ferrosos e separação de metais pesados

As soluções de classificação baseada em sensores protegem os clientes das flutuações de vendas dos voláteis mercados de exportação. E isso não apenas em tempos de crise. A pureza e a qualidade dos produtos asseguram a comercialização de sucatas secundárias. O novo livro digital do especialista em separação Steinert, aborda como os metais não ferrosos e pesados são separados ao máximo.

"Os clientes que apostam em qualidades máximas na classificação de suas sucatas secundárias, melhoram substancialmente a sua posição de partida na comercialização de seus produtos", prevê Karl Hoffmann, Diretor de Vendas do departamento de reciclagem de metais da Steinert. A transmissão de raios X e a fluorescência de raios X são as duas tecnologias com as quais se consegue criar frações puras de alumínio, cobre, zinco e latão.

Por exemplo, a classificação por transmissão de raios X desenvolvida possibilita a remoção de magnésio livre das sucatas de alumínio. Deste modo, é possível produzir qualidades de alta pureza e, consequentemente, prontas para ir ao forno. A aplicação já é utilizada pelos clientes desde o ano passado e gera comprovadamente uma taxa de diminuição da concentração de magnésio de até 94 %. Ela oferece uma alternativa eficaz e flexível à classificação por densidade no processo de flotagem.

A aplicação técnica pode ser adaptável à maioria dos sistemas de classificação por transmissão de raios X STEINERT XSS-T a partir do ano de construção de 2016 e já está sendo frequentemente aplicada.