Um setor com excelentes perspectivas de crescimento: Aproveitamento térmico – Geração de energia a partir de resíduos na Austrália

A nível internacional, a energia proveniente de resíduos (Energy from waste, EfW) desempenha um papel importante no tratamento do lixo, tanto em termos de prevenção de aterros como de fornecimento de energia às indústrias e às famílias.

A nível internacional, a energia proveniente de resíduos (Energy from waste, EfW) desempenha um papel importante no tratamento do lixo, tanto em termos de prevenção de aterros como de fornecimento de energia às indústrias e às famílias. No passado, os locais de aterros eram muito abundantes e baratos na Austrália, mas agora, a geração de energia a partir de resíduos está desempenhando um papel cada vez mais importante, à medida que os custos de aterro aumentam e a prevenção de aterros é cada vez mais necessária.

Nessa situação, os governos da maioria dos estados australianos publicaram (ou estão preparando) regras, princípios ou diretrizes com o objetivo de maximizar a recuperação de recursos a partir do fluxo de resíduos e, ao mesmo tempo, minimizar os riscos potenciais para a saúde humana e ao meio ambiente. Na hierarquia de gestão de resíduos, a geração de energia a partir de resíduos é uma solução para aumentar o valor de materiais que não podem ser reciclados e levados para aterros.

De acordo com o relatório Strategic Analysis of the Australian Waste-to-Energy Sector, da Frost & Sullivan (2013), espera-se que entre 2015 e 2020 haja um aumento significativo no aproveitamento de resíduos domésticos (MSW, municipal solid waste) para geração de energia. Até 2020, a capacidade instalada das usinas atingirá cerca de 80 MW e a capacidade de processamento dos resíduos domésticos cerca de 12 milhões de toneladas/ano. Sarah Wang, Consultora Sênior da Frost & Sullivan, responsável pelos processos setoriais na Austrália e Nova Zelândia, prevê que "a região Ásia-Pacífico terá o maior número de instalações de geração de energia a partir de resíduos até 2024, representando aproximadamente 46,7% do mercado global".

A STEINERT está bem posicionada para apoiar este setor de rápido crescimento com um amplo portfólio de sistemas de classificação por sensores e por ímãs, concebidos tanto para separar materiais recicláveis não incineráveis e de maior qualidade que venham do fluxo de resíduos, quanto para produzir combustível alternativo (EBS) com os demais resíduos que seriam levados para aterros.

Conheça as soluções STEINERT oferecidas por nós ou entre em contato conosco para obter mais informações!