Pequenos grãos apresentam grandes resultados – Steinert FINES ISS com tecnologia Argos C para granulometrias menores na recuperação de metal

A STEINERT Elektromagnetbau GmbH, Colônia, uma fornecedora de tecnologia de separação completa, apresenta um novo sistema para extração de metais, especialmente projetado para partículas pequenas.

A STEINERT Elektromagnetbau GmbH, Colônia, uma fornecedora de tecnologia de separação completa, apresenta um novo sistema para extração de metais, especialmente projetado para partículas pequenas. O STEINERT Fines ISS com tecnologia ARGOS C foi desenvolvido em estreita colaboração com processadoras de shredder, já que a demanda por sistemas de separação de metal em pequenas granulometrias, abaixo de 10 mm (3/8"), está em ascensão no mercado.

As frações de shredder nessas granulometrias geralmente apresentam um alto teor de cobre. Especialmente nesse contexto, o uso do STEINERT Fines ISS pode ser interessante em muitos casos nas operações de shredder, para recuperar pequenas partículas de metal da fração de resíduos de shredder do separador de corrente de Foucault. Com os sistemas atuais, foi constatado que se apenas 1% a mais de metal puder ser recuperado, a aquisição de um STEINERT Fines ISS será amortizada num curto espaço de tempo. Se um STEINERT Fines ISS for incorporado a um separador de corrente de Foucault, até 80% da fração de metal recuperada consistirá de peças de fio de cobre revestidas e não revestidas muito pequenas, que não podem ser detectadas pelos atuais sistemas de classificação comercialmente disponíveis.

O STEINERT Fines ISS combina duas novas tecnologias desenvolvidas especificamente para a classificação de metais em granulometrias muito pequenas. O sensor de indução ARGOS C oferece valores de sensibilidade anteriormente inatingíveis, com os quais até as menores partículas com até 1 mm de granulometria podem ser recuperadas de forma confiável. O sensor totalmente digital combina detecção de condutividade e processamento de imagem para melhorar os resultados da triagem, fornecendo informações mais precisas sobre todas as partículas detectadas. A transmissão de dados ocorre completamente através de Ethernet, o que garante uma rápida sequência de sinal e, portanto, uma identificação precisa.  Ocupando o segundo lugar entre as novas tecnologias utilizadas com o STEINERT Fines ISS encontra-se uma barra com válvulas de ar comprimido com válvulas tipo "bullet" para jatos de ar comprimido. Isso reduz o consumo de ar comprimido, o que representa um fator de custo significativo em todos os modernos sistemas de classificação por sensores.

Uma outra vantagem destes jatos de ar comprimido direcionados é a maior pureza do metal recuperado, pois graças a este processo, menos impurezas não metálicas indesejadas entram na fração de metal.

Tanto o novo sensor ARGOS C como a barra com válvulas de ar comprimido estão conectados a uma unidade de controle de última geração, que pode processar uma ampla variedade de informações baseadas em sinais. Para obter os melhores resultados de classificação em termos de quantidades recuperadas e grau de pureza, os usuários do STEINERT Fines ISS podem selecionar as configurações desejadas a partir de vários níveis de sensibilidade e parâmetros de classificação. Os mercados atuais não estão apenas crescendo, mas também passam por constantes mudanças. Nesse contexto, a nova tecnologia oferece aos nossos clientes a flexibilidade necessária para que eles possam permanecer competitivos, manter sua posição de mercado e expandir seus negócios.

Os primeiros sistemas de classificação por sensores STEINERT Fines ISS já foram instalados com sucesso em empresas de shredder. Entretanto, a eficiência do STEINERT Fines ISS também já foi testada e comprovada em outras áreas, tais como na separação de metal das cinzas de incineração em usinas de combustível alternativo e na classificação de flocos PET na reciclagem de plásticos. O STEINERT Fines ISS está disponível em larguras de trabalho de 1 m e 2 m (40" e 80").