Mais rentabilidade em frações finas

O STEINERT NES 4T (separador de metais não ferrosos) alcança resultados ainda melhores na extração de metais não ferrosos a partir de frações finas após a otimização da rotação.

O STEINERT NES 4T (separador de metais não ferrosos) alcança resultados ainda melhores na extração de metais não ferrosos a partir de frações finas após a otimização da rotação.

Com até 4.000 rpm e uma frequência de campo de até 1,27 kHz, o novo STEINERT NES 4T é capaz de aumentar a recuperação em 20 a 30 por cento em relação ao separador de metais não ferrosos com 2.600 rpm. O resultado depende muito do material. Conforme a granulometria, no entanto, as taxas de saída crescem até um valor máximo com o aumento da rotação e frequência de campo. Isso é alcançado com rotações entre 3.500 e 4.000 por minuto. As instalações atuais mostram rendimentos significativamente mais altos de metais não ferrosos provenientes de resíduos de shredder (ASR), bem como de escórias, para partículas de 0 a 4 mm e de 4 a 8 mm. A qualidade muito alta do produto não ferroso (ZORBA) pode ser muito bem comercializada devido ao grau de pureza.

Com a recuperação de metais não ferrosos, o STEINERT NES 4T oferece a base econômica para qualquer reciclagem. Devido à sua confiabilidade e longevidade, um resultado operacional ideal é garantido permanentemente. O STEINERT NES 4T é utilizado para a separação de material de shredder, resíduos domésticos, escórias de incineração, sucata eletrônica e aparas de madeira, entre outras aplicações.

A nova geração de separadores de corrente de Foucault combina a qualidade comprovada dos ímãs de neodímio-ferro-boro para obter os melhores resultados de separação com um tambor de polo de rotação mais rápida. Desse modo, as taxas de saída aumentam visivelmente.

Em caso de um STEINERT NES 4T, o sistema rotativo de ímã permanente gera campos magnéticos alternados de alta frequência, com uma frequência de campo de até 1,27 kHz na polia. Isso gera correntes de Foucault nos metais não ferrosos do material. Esses materiais, portanto, constroem seus próprios campos magnéticos, que neutralizam o campo externo e são desviados do fluxo de material restante.

Atualmente, fluxos de todos os materiais estão cada vez mais sujeitos à competição econômica. Com os rendimentos de metais não ferrosos adicionais, por exemplo, o STEINERT NES 4T é amortizado já depois de 100.000 toneladas na aplicação de escórias.