STEINERT EddyC® FINES

Recuperação de grãos finos de metais não ferrosos com o STEINERT EddyC® FINES

Classifique grãos finos de forma precisa com o separador de metais não ferrosos STEINERT EddyC® FINES graças ao seu novo vértice de separação

No setor de separação de metais não ferrosos, o design do nosso novo STEINERT EddyC® reúne confiabilidade e inovação. A STEINERT continua a acreditar no sistema de polo magnético já estabelecido, montado de maneira excêntrica com ímãs de neodímio-ferro-boro e em uma construção robusta de todos os elementos de suas máquinas de seus separadores de corrente de Foucault.
As características principais da nova série do STEINERT EddyC® são a construção de uma estrutura autossustentada que permite a substituição mais rápida da correia, ajuste variável do ângulo de aplicação do sistema de polos, acessibilidade otimizada e visualização da área de separação, bem como um design externo revisado.
A correia transportadora pode ser substituída dentro de apenas 10 minutos devido ao design autossustentado em C. Outras vantagens: não é mais necessário um guindaste adicional, e o lado da máquina para substituição da correia pode ser escolhido conforme sua necessidade.

As características desenvolvidas especialmente para o setor de granulometrias finas distinguem o nosso equipamento STEINERT EddyC® FINES. Nesse modelo é usado um sistema de polos finos para garantir que a frequência de polos alternados induza correntes eficazes nas partículas de granulometrias finas. Isso possibilita mudanças de alta frequência na polaridade de até 1,3 kHz com uma velocidade de rotação do sistema de polos de até 4.000 rpm.

Também foi desenvolvido uma nova lâmina de vértice de separação para ajustes de alta precisão aos materiais finos a serem classificados. A ajustabilidade exata da chapa do vértice permite a recuperação de metais não ferrosos a partir de resíduos especialmente finos até uma granulometria de 0,5 mm. Dessa forma, o vértice de separação pode ser ajustado na horizontal e na vertical simultaneamente. Isto torna possível posicionar o vértice bem elevado e próximo do ponto de descarga. Um vértice elevado é necessário no setor de granulometrias finas, já que as partículas finas são desaceleradas consideravelmente pela resistência do ar presente na descarga, reduzindo em muito as parábolas de voo. É possível deslocar a lâmina do vértice por vários eixos com precisão milimétrica e ajustar com ainda mais exatidão as parábolas de descarga. Isso torna a separação ainda mais precisa, algo particularmente importante no setor de granulometrias finas.

O pré-requisito para um resultado de separação ideal é que a proporção da granulometria maior para a menor nos materiais de trabalho não exceda o valor de 3. Para materiais úmidos, como cinzas residuais finas, desenvolvemos uma versão alternativa para o vértice que reduz significativamente o acúmulo de materiais nele. Também é possível usar diferentes raspadores de correia e, assim, aumentar a confiabilidade operacional, mesmo com materiais complexos.

  • Opções de ajuste aprimoradas com nossa nova lâmina de vértice para classificação de alta precisão
  • Sistema de polos finos com alternância máxima na polaridade a uma velocidade de rotação de 4.000 rpm
  • Melhoria na substituição da correia por meio de uma estrutura autoportante
  • Faixa de granulometria: 0,5 a 10 mm
  • Larguras de trabalho: 1.000 mm, 1.500 mm, 2.000 mm

CONTATO



SERVIÇOS

CATÁLOGOS

FICHAS DE INFORMAÇÕES TÉCNICAS

STEINERT NES E61 CDE